contato
contato
contato
Busca por:
Carrinho de compras:
0
R$ 0,00

pagamento

Áreas selecionadas

 AT (Acomp. Terapêutico.)



 Informativo
Se você gostou da proposta de nossa livraria e deseja receber nossos informativos por email escreva para: atendimento@livrariaresposta.com.br

 Indicações
Você pode colaborar conosco indicando seus colegas e amigos para receberem nossos informativos clicando aqui.
 
Título: CURSO COMPLETO - Po-ética na Clínica Contemporânea, A  
 
 


  CURSO COMPLETO - Po-ética na Clínica Contemporânea, A - Peça o curso em DVD e ganhe GRÁTIS o livro

Autor(es): Gilberto Safra

Editora: Instituto Sobornost (a obra de Gilberto Safra)

Área(s): 

livro + livreto + 11 DVDs

Preço: R$ 440,00

  Disponibilidade: envio em 2 dias úteis + prazo do frete

Descrição:

O CURSO QUE DEU ORIGEM AO LIVRO A po-ética na Clínica Contemporânea.

Ministrado em 2002
 
São 11 aulas
1 LIVRETO 4 pág.
3 DVDs TRIPLOS e 1 DVD DUPLO 
E GANHE GRÁTIS O LIVRO A po-ética na Clínica Contemporânea. (no valor de R$ 49,00)

Informações sobre o livro: http://www.livrariaresposta.com.br/v2/produto.php?id=1872


As aulas deste curso em DVD são mais extensas que os capítulos do livro
e por isso tudo é mais explícito e de mais fácil compreensão. Muitos pensamentos e conceitos que encontramos nos anos posteriores têm aqui sua origem e clara definição. O encontro fértil entre Winnicott e os filósofos russos que permitiu a Gilberto desenvolver um pensamento original se desenvolve neste curso de 2002, que foi filmado em VHS e agora convertido para DVD para este lançamento. São 11 aulas de uma hora e meia de duração, cobrindo os temas mais caros a Gilberto, desde Sobornost, comunidade de destino, criatividade, liberdade, a importância das coisas, entre outros.


AULAS DO CURSO

DVD TRIPLO
Aula 1 - 16/08/2002 - A contribuição dos filósofos russos
Aula 2 - 23/08/2002 - O conceito de criatividade
Aula 3 - 13/09/2002 - O conceito de liberdade

DVD TRIPLO
Aula 4 - 20/09/2002 - A constituição do si mesmo
Aula 5 - 27/09/2002 - O tempo em Sobornost
Aula 6 - 04/10/2002 - O modo de ser das coisas

DVD TRIPLO
Aula 7 - 11/10/2002 - O Idioma Pessoal
Aula 8 - 18/10/2002 - A Comunidade de Destino
Aula 9 -  05/11/2002 - Aparentamento

DVD DUPLO
Aula 10 - 21/11/2002 - Desenraizamento
Aula 11 - 29/11/2002 - Princípios da condução clinica em Sobornost


Trecho inicial da aula 1

O Dialogo entre a clinica do Self e os pensadores russos é fruto de uma investigação que eu venho organizando há alguns anos, em decorrência dos quadros clínicos e dos tipos de sofrimento que se encontram na atualidade, no consultório, quando foi necessário pensar sob outras perspectivas tanto a questão da subjetivação humana quanto a questão do manejo clinico dos casos que se encontram na clinica contemporânea. Ela é fruto de um encontro que ocorreu anos atrás com esses pensadores que me possibilitou então encontrar perspectivas, formulações que me ajudaram a redefinir a situação clinica.
Algo que observamos na atualidade é uma série de quadros que vem sendo denominados de borderline e outros, onde vamos encontrar características muito peculiares e que cada paciente nos dá a oportunidade de conhecer aquilo que é específico do seu sofrimento, aquilo que é peculiar à sua historia. Mas também cada paciente nos testemunha um pouco as grandes questões do nosso tempo e cada paciente nos traz o testemunho do mal estar no mundo contemporâneo. Dessa forma, à medida que temos a oportunidade de conduzir um processo analítico com um paciente temos a oportunidade de conhecer algo da singularidade desta pessoa, mas temos também a oportunidade de compreender as condições do mundo atual que possibilitam a constituição do ser humano.
O meu autor originário em termos de diálogo foi Winnicott, por ter sido um autor que, na década de 60, se deteve para pensar as dificuldades que ele encontrava na clínica, pondo em cheque toda a questão da constituição do Self. Winnicott toma uma posição na Psicanálise em que parte de uma perspectiva de que o homem não nasce constituído A constituição se dá pela relação o com o outro, dentro de um ambiente que necessariamente se precisa considerar como ambiente sócio-cultural. Assim, quando pensamos que Winnicott nos traz que uma criança pode, de repente, experimentar um processo de invasão, de falha na relação com sua mãe, sempre há necessidade de refletir que a falha materna pode ocorrer na relação mãe-bebê, mas pode na verdade se originar muito longe desta relação da mãe com seu bebê. A dificuldade pode se encontrar no meio ambiente onde a mãe se coloca, no campo social, no campo cultural e isso de certa forma altera a relação mãe-bebê, causando problemas na constituição do self e promovendo sofrimento das mais diferentes ordens. Winnicott toma uma posição dentro da história da Psicanálise, em que o homem precisa ser pensado na sua relação com o outro, como um acontecimento dentro de uma situação ambiental. Por isso mesmo, pela perspectiva conceitual que nos abre, ele nos permite investigar e refletir sobre as situações que impedem a constituição do self no ser humano.
Mais e mais, na clínica contemporânea, temos situações de sofrimento em que a pessoa revela uma fragmentação daquilo que a constitui, uma fragmentação do que poderíamos chamar do ethos humano. Isso foi uma das coisas que, ao longo dos anos, me pareceu profundamente importante na contribuição de Winnicott, na medida em que com aquilo que ele trazia, com a conceituação que ele fazia, nos permitia pensar o ethos humanos (aquilo que possibilita a morada do ser humano, o estabelecimento do ser humano como ser humano) e nos possibilita compreender a própria relação terapêutica como fundada em uma ética. Mais e mais, na atualidade, a questão fundamental na clinica é o restabelecimento de uma ética que possibilita o surgimento de um ethos, algo necessário à constituição do self.
 

 

 
   
Home | Nosso atendimento | . | EFT | . |  Fale conosco | SitePx