14 aulas gravadas em CDs de áudio MP3, acondicionados num prático fichário.


PORQUE ESTE CURSO É IMPORTANTE PARA A CLÍNICA

Neste curso Gilberto Safra nos  desvela os fundamentos do pensamento deste autor que tanta influencia teve sobre ele. Qual a visão de homem de Winnicott, o que nos torna humanos? Que princípios organizam o pensamento de Winnicott? Como as respostas a estas perguntas implicam em uma teoria e uma prática clínica específicas?

Este é um curso que se apóia em dois livros dos mais complexos de Winnicott, embora escritos numa linguagem que aparenta ser cotidiana: Natureza Humana e Brincar e Realidade. Natureza Humana sendo o livro mais sistemático deste autor não sistemático e Brincar e Realidade o livro póstumo que, portanto, revela o Winnicott do final da vida, amadurecido por toda experiência pediátrica e psicanalítica, pelos confrontos na sociedade de psicanálise, pela consolidação do Grupo Independente que é inspiração sua.

Neste curso, além de nos ajudar a compreender o significado dos conceitos winnicottianos, Gilberto Safra contextualiza historicamente o pensamento de Winnicott desde a década de 1940, quando se começa a por em cheque o valor absoluto que se dava para o saber médico e técnicas de puericultura e enfermagem que, com o avanço da ciência, se propunham a usurpar o saber materno intuitivo e espontâneo em relação ao bebê.

São temas deste curso, entre outros, a questão do símbolo, da criatividade, dos elementos masculinos e femininos puros, da liberdade, da experiência, da importância do paradoxo na condição humana, das condições ontológicas, das funções maternas, da corporeidade, da destrutividade, do uso do objeto, etc.

Este é um curso que responde a demandas de compreensão de Winnicott em relação ao seu papel frente às questões de seu momento histórico, à sua utilização como referencial teórico para pesquisas, à sua utilização como inspirador de uma clínica onde a verdade está no entre e não em qualquer um dos seus participantes.

Com certeza, ouvir e meditar sosbre essas aulas será pois da maior utilidade para a clínica.

Você vai aproveitar muito este curso! Para a clínica e para a vida!
 
Abraço,

Sonia Novinsky
Instituto Sobornost
Diretora



 



Reflexão inicial do curso, por Gilberto Safra

 

Este curso parte de uma perspectiva que há uma  relação intrínseca,  uma relação sintônica entre os diversos vértices ( epistemológico, metodológico  e antropológico) e as concepções de um autor. Para adentrar o pensamento de um autor, suas concepções teóricas e clinicas, é fundamental do ponto de vista clínico e de  pesquisa, reconhecer que princípios organizam o pensamento deste autor.

Conceitos teóricos formam uma verdadeira trama conceitual, que tem como pontos nucleares, posições  epistemológicas, metodológicas  e antropológicas. Nem sempre temos clareza de que ao decidir por uma perspectiva teórica estamos não só decidindo por este ou aquele conceito mas também por uma visão de homem.  Nós estamos decidindo por certo modo não só fazer pesquisa mas também uma forma de conduzir a clínica compatível com uma visão sobre o homem.
 
Mas este modo de pesquisar e de conduzir a clínica assenta-se sobre uma posição sobre o  modo como o conhecimento acontece e como o conhecimento acontece frente ao ser humano e quais as conseqüências  desta perspectiva sobre o conhecimento frente à condição humana.

É uma questão ética e fundamental em termos de pesquisa que possamos estar razoavelmente bem sedimentados nos pilares que sustentam o pensamento de um autor.

Frequentemente, seja nos trabalhos clínicos e psicanalíticos, seja nas instituições formadoras ou na academia, observamos que há um passeio que o autor realiza entre diferentes teorias, sem tematizar que ao fazer mudanças de concepções teóricas, ao convidar outros autores para conversar a respeito de determinada situacão, está lidando com concepções  antropológicas e perspectivas epistemológicas muitas vezes dissonantes.

Do ponto de vista cientifico é fundamental que possamos ter certo rigor que seja balizado pela consciência de quais os princípios a partir dos quais estamos fazendo pesquisa, e do ponto de vista clínico isto tem uma conseqüência  importante. Porque se o clínico aborda a situação clínica por perspectivas, visões, dissonantes entre si, ele produz  modos de subjetivação do paciente, afeta o paciente sem que muitas vezes se dê conta do que provocou pelo fato de estar atuando em perspectivas, concepções dissonantes entre si.


AS AULAS DO CURSO COMPLETO


Aula 1 (05/08/2008) - Tempo histórico do pensamento de Winnicott

Aula 2 (12/08/2008) - O  teorizar em Winnicott: a importância do paradoxo

Aula 3 (19/08/2008) - O símbolo na visão de Winnicott: uso e experiência

Aula 4 (26/08/2008) - A criatividade e suas origens: o ontológico, o sócio-político e o si mesmo

Aula 5 (16/09/2008) - Conceito de situação clínica

Aula 6: (23/09/2008) - A questão da morte

Aula 7 (23/09/2008) - Concepção de Interpretação

Aula 8 (07/10/2008) - Final da análise

Aula 9  (14/10/2008) - Aquisição do sentimento de culpa: em direção ao circuito benigno

Aula 10 (21/10/2008) - Falso self: matriz psicopatológica do pensamento winnicottiano

Aula 11  (28/10/2008) - A possibilidade da não comunicação no pensamento de Winnicott

Aula 12 (07/11/2008) - Formas de trabalho clínico winnicottiano
Parte 1: Psicanálise sob demanda - princípios e fundamentos

Aula 13  (18/11/2008) - Formas de trabalho clínico winnicottiano
Parte 2: Consulta terapêutica - princípios e fundamentos

Aula 14 (25/11/2008) - Formas de trabalho clínico winnicottiano
Parte 3: Placement - princípios e fundamentos

 

 
AQUISIÇÃO DE AULAS AVULSAS DESTE CURSO

Se quiser adquirir aulas avulsas, acesse por este link:

http://www.livrariaresposta.com.br/comprar.php?id=232357

E no carrinho de compras indique a quantidade de aulas avulsas que deseja, alterando o indicador de quantidade. Após fazer o pedido, por favor nos escreva indicando quais aulas deseja. Nosso email é respostaeditorial@gmail.com